5 destinos internacionais para quem ama arte de rua

Há 99 dias

Um bom roteiro de viagem não é só feito de museus, restaurantes e famosos pontos turísticos. Explorar as ruas, muros e paredes de um destino pode ser também uma ótima maneira de mergulhar na cultura e na história de um lugar. E quem sabe até ter a oportunidade de conferir obras de artistas consagrados ao redor do mundo, como Kobra, Banksy, Vhils...

Se você adora viajar em busca de intervenções urbanas pelas cidades que visita, listamos 5 destinos imperdíveis para os amantes da arte de rua.


Berlim (Alemanha)

A capital da Alemanha é um verdadeiro museu a céu aberto. Ou seja, um paraíso para os amantes da street art. Passear pela East Side Gallery, na antiga Berlim Oriental, é daqueles programas obrigatórios. O mais longo pedaço remanescente do Muro de Berlim funciona como uma espécie de galeria de arte urbana, todo coberto com diversos painéis.

Mas há muitos outros lugares para explorar, especialmente pelos bairros de Mitte e Kreuzberg, onde você encontra obras de artistas como os brasileiros Os Gêmeos, e o italiano BLU. Outra parada interessante é o beco Haus Schwarzenberg (pertinho do Hackescher Markt). E se quiser uma ajudinha para saber mais da história dos artistas e suas obras, vale conferir o Free Walking Tour de Berlim Alternativo - que funciona no esquema de colaboração consciente.

Quer mais dicas de Berlim? Veja também:8 atrações gratuitas em Berlim

Londres (Inglaterra)

Parte da reputação de Londres quando o assunto é arte de rua deve-se ao artista Banksy. Mas o destino guarda incríveis exemplares de muitos outros nomes, como Stik, Ben Eine e ROA. O lado leste da capital britânica - especialmente por Brick Lane e Shoredith - é a região mais famosas para explorar, com uma grande concentração de grafites. Mas o bairro de Brixton é outro que merece destaque no roteiro, assim como Leake Street, em Waterloo. Na cidade você também conferir os tours da Alternative London ou da Unseen Tours.

Quer outras dicas de Londres? Confira: O que fazer em Londres

Melbourne (Austrália)

Melbourne é considerada a meca dos artistas na Austrália. Além de uma intensa vida cultural, muitos bares e cafés descolados, prepare-se para encontrar também muita arte urbana. As mais famosas ruas, repletas de grafites, são: Hosier Lane, Rutledge Lan e Degraves Street. Todas estão dentro do CBD (Central Business District), que é a região central da cidade. Porém, uma visita ao subúrbio de Fitzroy também não pode faltar. A zona abriga também muitos bares, brechós e lojinhas de marcas locais. Ah, e claro, vale fazer um tour guiado sobre arte de rua por lá também. Você pode procurar a Melbourne Street Tours, que trabalha com guias que também são artistas!

Veja também: O que fazer em Melbourne, a cidade mais cosmopolita da Austrália

Nova York (Estados Unidos)

É claro que a cosmopolita Nova York, berço do grafite nos anos 70, não poderia faltar na lista. O bairro de Bushwick, no norte do Brooklyn, é passeio obrigatório em qualquer roteiro. Graças ao projeto The Bushwick Collective, criado por Joe Ficalora, a área transformou-se em uma incrível galeria de arte a céu aberto.

Foto: Eduardo Kobra/Reprodução

Por lá, você também não pode deixar de conferir as impressionantes obras do brasileiro Eduardo Kobra, um dos artistas de rua mais conhecidos atualmente. Entre seus painéis mais emblemáticos está Ellis (ou Imigrantes), pintado na fachada da escola pública City-As-School, em West Village. Ele faz parte do projeto Cores pela Liberdade, que visa criar uma série de murais que levantem questões atuais através da street art. Também integrante da iniciativa está a obra Tolerância que une Madre Teresa de Calcutá e Mahatma Gandhi; localizado no no Chelsea, entre a 18th Street e a 10th Avenue. E há ainda outros exemplares espalhados por NY!

Veja mais dicas de Nova York:
Passeios gratuitos em Nova York
Nova York com o dólar alto, dá para aproveitar?

Valparaíso (Chile)

A pequena cidade litorânea de Valparaíso é um dos mais procurados roteiros bate e volta da capital Santiago. Sua atração mais famosa é uma das casas de Pablo Neruda. Mas além dela e do charmoso centro histórico da cidade, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, saiba que Valparaíso é atualmente o “destino hipster” do Chile, com uma cena de street art super vibrante. Uma das intervenções urbanas mais conhecidas é o letreiro com os dizeres “We are not Hippies, We are Happies”, feito pela dupla britânica Art + Believe (Calle Templeman 672).

Vale conhecer ainda o Museo a cielo abierto (Museu a céu aberto) e caminhar pelos bairros de Cerro Alegre e Concepción. Se não quiser caçar as obras por conta própria, confira os tours guiados da Valpostreetart.

Veja também: O que fazer no Chile a partir de Santiago


Esta oferta/dica foi escrita por Julia Medina

Jornalista curiosa e apaixonada por conhecer novos lugares e planejar roteiros – para nem sempre segui-los. Espera ainda explorar muitos cantos do mundo e poder compartilhar suas dicas e experiências.

Viaje mais pelo Brasil e pelo mundo

Encontre as passagens mais baratas com o Voopter

Buscador

Compare as tarifas de companhias aéreas, de agências e sites de milhas

Buscar Passagens

Quando viajar?

Quando viajar pagando barato partindo do Rio de Janeiro?

Planejar viagem

Alertas

Não achou o preço da passagem que você queria? Crie um alerta!

Criar um alerta

Promoções e Dicas

Seja o primeiro a receber promoções e dicas de viagem.

Cadastre-se

Voopter Mobile

Baixe o nosso app, encontre passagens baratas e seja notificado com as melhores promoções