Paris é sempre uma boa ideia, já dizia Audrey Hepburn. Afinal, não é à toa que a Cidade Luz é uma das mais visitadas do mundo, né? Se você está planejando uma viagem para o destino ou quer voltar para uma nova visita, veja nossas dicas e saiba o que fazer em Paris:

Dar um check na Torre Eiffel




Difícil fazer uma lista de "o que fazer em Paris" e não incluir a Torre Eiffel, maior símbolo da cidade. É clichê? É. Mas vale nem que seja só para dar uma espiadinha e garantir uma foto pro Instagram. Se estiver disposto a desembolsar pelo menos 19 euros (preço para 1 adulto) para subir até o topo, o ideal é comprar seus ingressos com antecedência. Mas a verdade é que a Torre não é o lugar ideal para garantir uma boa vista da cidade. Afinal, o melhor mesmo é que o monumento faça parte do cenário, né? Você consegue cliques melhores (e de graça!) subindo no terraço das lojas de departamento Printemps e Galeries Lafayette. Dá pra ver a Torre Eiffel de lá, claro!

Observar a vida parisiense pela Rua Cler


Bem no centro de Paris e pertinho da Torre Eiffel está a charmosa Rue Cler. Apesar de muito próxima do principal cartão-postal da cidade, a rua está longe de ser um daqueles locais cheios de turistas. Na verdade, trata-se de um ponto de comércio muito frequentado pelos moradores locais. Lá você vai encontrar bons restaurantes, cafés, bares, sorveterias, padarias, docerias, floristas… É um ótimo programa para uma tarde: sentar do lado de fora de algum bistrô, como o Le Petit Cler, e ficar observando a vida parisiense.

Conhecer a Catedral (do Corcunda) de Notre-Dame




A Notre-Dame é uma das mais antigas catedrais em estilo gótico da França e seu interior pode ser visitado gratuitamente. Também é possível adquirir um ingresso para acessar suas torres e ter uma bela vista de Paris, além de conferir as famosas gárgulas eternizadas pela Disney no O Corcunda de Notre-Dame. Dica amiga: se você gosta de visitar igrejas, não deixe de passar ainda pela Sainte-Chapelle, na Île de la Cité, e conferir seu lindo interior colorido.

Visitar a livraria Shakespeare and CO


Está na Cidade Luz e ama livros? Vá até a livraria Shakespeare and CO. Em frente ao Rio Sena e pertinho da Notre-Dame, o espaço já foi frequentado por grandes nomes da literatura, como Ernest Hemingway, Allen Ginsberg e Henry Miller. Seus corredores estreitos e prateleiras amontoadas de livros (raros e novos) prometem uma verdadeira viagem no universo da leitura. Além de livraria, o espaço também funciona como biblioteca, além de possuir outros cômodos inusitados, com gatos, camas, sofás e até um piano para quem quiser se aventurar.

Curtir a paisagem do Jardim de Luxemburgo


Outra parada clássica de Paris. Mas não por isso menos importante. O Jardim de Luxemburgo é um dos lugares mais lindos de Paris. É a parada perfeita para relaxar e curtir a paisagem depois de bater perna em algum museu, por exemplo. Canteiros, lagos, fontes, esculturas, espaços para as crianças, quadras esportivas para adultos fazem parte da aérea de 22 hectares do Jardim. Lá está ainda o Palácio de Luxemburgo e o Museu de Luxemburgo.

Caminhar pela Champs Elysée do Arco do Triunfo até a Praça da Concórdia




O passeio que vai do Arco do Triunfo até a Praça da Concórdia (onde está o Obelisco) passando pela Champs-Elysées é um dos mais tradicionais do circuito turístico de Paris. No caminho, você irá encontrar ainda o Petit Palais, o Grand Palais e o Jardim das Tulherias (Jardin des Tuileries).

Jardim das Tulherias + Museu l’Orangerie


Localizado entre a Praça da Concórdia e o Louvre, o Jardim das Tulherias (Jardin des Tuileries) é um daqueles jardins bem franceses, repleto de estátuas, fontes e muito verde. Mas o mais legal do Jardim é que ele abriga ainda o Museu l’Orangerie, onde você encontra o incrível painel impressionista Les Nymphéas, de Monet. Não pode faltar na sua lista de O que fazer em Paris, viu?

Conferir os renomados museus de Paris.


Não faltam atrações culturais na cidade, mas os mais célebres museus são o Louvre e o Museu D’Orsay. O Louvre abriga mais de 30 mil itens, incluindo algumas das mais famosas obras da história da arte, como a Mona Lisa de Leonardo da Vinci e a escultura Vênus de Milo, de Michelangelo. É impossível conferir tudo com calma em um único dia. Na verdade, o que muitos viajantes fazem é simplesmente selecionar as obras que querem ver.



Já o Museu D’orday abriga a maior coleção de arte impressionista de Paris, com importantes obras de Rodin, Renoir, Van Gogh, Monet, Matisse, Gauguin, Cázenne, Toulouse-Lautrec… Para ficar ainda mais incrível, ele está instalado em uma antiga estação de trem e seu interior já faz valer visita.

Dica amiga 1: com o Paris Museum Pass você consegue entrar em diversos museus e monumentos e ainda foge das grandes filas.
Dica amiga 2: a entrada nos museus é gratuita todo primeiro domingo do mês.


Fazer uma parada no 59 Rivoli


Curte o mundo das artes, mas cansou dos museus? Vá ao número 59 da Rue de Rivoli. Dificilmente a fachada colorida vai passar despercebida pelos viajantes que passam por lá, no trajeto entre o Louvre e o bairro Le Marrais. Trata-se de um imóvel abandonado e ocupado por diversos artistas independentes que abrem as portas dos ateliês para os visitantes. Pela noite, também é comum acontecerem shows no espaço artístico.

Curtir o combo Centro Pompidou + Le Marais




O Centro Georges Pompidou já chama atenção pela moderna arquitetura, com suas tubagens e canalizações aparentes. Mas não é só isso. O centro cultural guarda um incrível acervo de arte moderna e contemporânea, além de receber excelentes exposições temporárias. Ah, e mais: ele está localizado no movimentado e eclético bairro Le Marais.

A região é repleta de galerias de arte, lojinhas fofas, brechós, bares e restaurantes - especialmente na Rue des Ecouffes e na Rue des Rosiers. É nessa última que você encontra o restaurante L’As du Falafel. Dependendo do dia e horário, você pode encontrar um grande fila na porta. Mas também é possível pedir seu falafel à emporter (para viagem) e comer enquanto caminha curtindo o movimento das ruas. Pra fechar o dia, tome um sorvete na Amorino da Place de Vosges.

Passear por Montmartre + visitar a Sacré Coeur + tirar uma foto no Muro do Eu te Amo




Montmartre é outro bairro que vale colocar na sua lista de "O que fazer em Paris". Ele é conhecido por abrigar o - super - turístico cabaré Moulin Rouge e também a bela basílica de Sacre Coeur. A região foi cenário do filme O Fabuloso Destino de Amelie Poulin e na Rue Lepic você encontra o Café Des Deux Moulins, onde foram gravadas cenas da película.

Pertinho dali, na Place de Abesses, está o Muro do Eu Te Amo (Le mur des je t’aime). Trata-se de uma parede onde a frase “Eu te amo” está escrita em mais de 250 línguas. Depois de garantir uma foto, caminhe até a Sacre Coeur de Paris. Por estar localizada em um dos pontos mais altos da cidade, da cúpula da basílica se tem uma das mais belas vistas da cidade.


Provar o crepe mais famoso do Quartier Latin


O Quartier Latin é outro famoso bairro de Paris. É lá que está localizada a Universidade de Sorbonne, além de muitos bares e restaurantes. Na Rue Mouffetard está o concorrido Au P'tit Grec, que prepara crepes muito bem servidos (lê-se: com MUITO recheio), gostosos e por um preço acessível! Ah, não sabe o que fazer em Paris pela noite? Vale visitar o bairro também para conferir a vida norturna, pois a região é super agitada, especialmente pelo movimento dos universitários.

Fazer compras (ou não) na Galeries Lafayette




Se você quer fazer compras em Paris, essa parada é obrigatória. A Galeries Lafayette Paris Haussmann é, apenas, a maior e mais tradicional loja de departamento de Paris. São milhares de lojas de marcas renomadas espalhadas por 3 diferentes prédios. Mas se a sua intenção não é comprar, tudo bem. A arquitetura e decoração local já valem a visita - destaque para a cúpula de vitrais no estilo Art-Nouveau. Lá você também encontra uma Galeria de Arte que abriga exposições temporárias e 5 diferentes restaurantes. Um dos mais procurados é o Angelina, conhecido por servir um dos melhores chocolates quentes de Paris. Ah, e não se esqueça: como já falamos lá em cima, não deixe de subir no terraço para ter uma impressionante vista da cidade.

Esticar o passeio até o Palácio de Versailles




Ok, tudo bem, a gente sabe que essa atração não fica exatamente em Paris. Mas esse é um dos roteiros bate-volta mais buscados por quem embarca para a capital francesa. O Palácio está a cerca de 45 minutos de viagem de trem (o jeito mais fácil e econômico é pegar o trem metropolitano RER). Mas prepare-se para passar o dia todo por lá. O passeio não abrange apenas o Castelo de Versalhes, mas também os jardins, o Grand Trianon e o Domaine Marie Antoinette.

E aí, curtiu as dicas? Tem alguma sugestão de o que fazer em Paris para compartilhar com a gente?


Veja também nossos posts:
5 atrações gratuitas em Paris.
Paris ou Barcelona: qual destino você escolheria se fosse o Neymar?


Agora que você já sabe o que fazer em Paris, aproveite para conferir as melhores ofertas de passagens aéreas para Paris encontradas pelos usuários do Voopter nas últimas horas:


[advanced_iframe securitykey="cd16ab14c6fccf40a0ad5795eabcb24469bc3f99"  src="http://voopter.com.br/ofertas-blog//para-paris/PAR?type_link=search"]