Volcano Bay e Discovery Cove: parques aquáticos para se divertir e relaxar

Há 115 dias



Viajar para Orlando é maravilhoso, mas, ao mesmo tempo, cansativo. Calma, já vou explicar. São muitos dias curtindo os parques, enfrentando filas e aturando uma temperatura elevada (na maioria das vezes). Já ouviram aquela famosa frase que diz: “Preciso de férias depois dessas férias”.  É basicamente isso! Geralmente voltamos no avião para o Brasil exaustos, contudo, felizes. Portanto, hoje vou dar uma dica para amenizar essa situação: os parques aquáticos! Minha sugestão é que você intercale eles com os demais. Assim, conseguirá curtir e relaxar ao mesmo tempo.

Nesta viagem conheci o Volcano Bay, o terceiro parque temático do Universal Orlando. O lugar é lindo, com temática inspirada no Sul do Pacífico. São ao todo 113 mil metros quadrados com opções que vão desde as mais calminhas até aquelas bem emocionantes. Ele tem tudo que um parque aquático deve ter: são 18 atrações, a maioria varia entre ir sem boias, na boias simples, nas versões em dupla ou nas múltiplas. Tem para todo o gosto. O vulcão Krakatau, com mais de 60 metros – ícone do local – realmente impressiona e encanta.



Para começar, vou falar da Tapu Tapu, uma pulseira à prova d’água, já inclusa no ingresso, que você ganha assim que passa pela entrada (é preciso devolvê-la ao deixar o Volcano). Você vai usar ela para inúmeras funções. A mais interessante de todas é garantir um horário na sua atração favorita através da fila virtual. Ou seja, você não precisa ficar parado esperando para curtir determinada atração. Você vai até lá, encosta sua pulseira no totem em frente ao brinquedo escolhido e pronto, a pulseira te avisa a hora de voltar. Resumindo, enquanto aguarda, você aproveita a praia artificial, pega umas ondas, ou um sol deitado na areia. Você escolhe como vai passar o tempo. Achei o máximo essa novidade!

Veja também
Férias em Orlando parte 1 - Legoland: um mundo de diversão espera por você
Férias em Orlando parte 2 - Universal, terra do Harry Potter, dos heróis e dos filmes de Hollywood
Férias em Orlando parte 3 - SeaWorld e Busch Gardens: montanhas-russas e contatos com animais

Antes de partir para dentro d’água, coloque seus pertences todos num armário. Existem estações com diversos deles espalhados pelo parque. Eles não são gratuitos e o preço varia até US$ 17 o maior (existem outras opções mais baratas, tudo vai depender da quantidade de coisas que você levou). Aqui a sua pulseira será vinculada ao armário e depois, quando quiser abrir, é só encostá-la num visor.



Hora de se divertir. Ao longo de todo o parque existem experiências interativas nas quais você vai usar a Tapu Tapu. Entre elas: controlar as correntes de água que saem das baleias no Tot Tiki Reef, disparar canhões de água nos visitantes que passam pelo Kopiko Wai Winding River, iluminar imagens nas cavernas ocultas do vulcão. Para isso, basta encostar a pulseira nos símbolos indicados pelo caminho. Vale ficar atento para dar umas risadas e usar principalmente dentro do Krakatau.

Vou dar um primeiro alerta, se a sua intenção não for deitar na espreguiçadeira e relaxar tomando um lindo drink colorido, então saiba que será preciso força nas pernas. A maioria das atrações exige que a gente suba muitos, muitos degraus. A escadas parecem não ter fim, mas depois de entrar nas boias a gente esquece e parte para o próximo brinquedo.  

Dito isso, vamos e frente. São 437 degraus até o topo do vulcão. Você provavelmente vai chegar lá no alto cansado, mas do mirante terá a vista completa do parque. Uma vez lá, você pode escolher entre três opções de tobogã para descer: suave, moderado e radical. O mais disputado é o Ko’okiri Body Plunge, uma queda com inclinação de 70° e 38 metros da altura. Após se decidir, prepare-se, uma porta do tipo alçapão no chão se abre sem dar aviso! Em poucos segundos você estará lá embaixo, curtindo a piscina.



Para finalizar, vou falar sobre a grande sensação do Volcano, a montanha-russa aquática Krakatau Aqua Coster. A experiência é super bacana porque usa uma tecnologia capaz de lançar a sua canoa (com até quatro pessoas) toboágua acima várias vezes durante um trajeto repleto de quedas e curvas. E o mais legal, ela passa no meio do Vulcão Krakatau. Minha dica é que ao chegar no parque você vá direto até ela e já marque seu horário com o uso da sua pulseira. Vale a pena!

Agora se você é avesso a todas essas emoções, pode apenas aproveitar a praia artificial que, de tempos em tempos, conta com ondas que vão aumentando de intensidade. Preste atenção no aviso sonoro, quando os tambores tocarem, é sinal que as ondas vão começar. Elas não duram muito, mas fazem da experiência ainda mais divertida.

Antes de ir embora que tal matar a fome? Preste atenção ao menu dos restaurantes (são seis). Todos os pratos ganham nomes também inspirados na temática do Sul do Pacífico, incluindo os tradicionais hambúrgueres (são enormes!). Há ainda opções como sanduíches de Mahi Mahi (tipo de peixe) e salada fresca de frango.

Discovery Cove: mergulhe e interaja com golfinhos




Imagina um parque que mais parece um resort, com sistema all-inclusive (comida e bebidas liberadas, incluindo alcoolicas) durante todo o dia? Assim é o Discovery Cove, do grupo SeaWorld Parks and Entertainment. Ele é, na minha visão, imperdível e deve fazer parte da sua viagem a Orlando! Para isso, é necessário realizar reservas antecipadas, já que a capacidade diária é limitada a cerca de mil visitantes.

Ao chegar, o visitante faz o check-in em uma confortável recepção, onde é feito seu cadastro e a entrega do cartão de acesso com todas as informações necessárias. Você pode utilizar ainda roupas de mergulho, toalhas e equipamentos, incluindo snorkel e máscara. Também está incluído no valor do ingresso o uso dos armários e produtos de higiene, como protetor solar eco-friendly, sabonete, shampoo e condicionador. Em síntese, você curte o parque e depois ainda toma um banho quentinho e volta para o seu hotel pronto para dormir (ou sair para explorar a noite da cidade). O ingresso para este parque inclui entradas ilimitadas para o SeaWorld Orlando e Aquatica Orlando, durante 14 dias consecutivos. Ainda é possível incluir o ingresso para o Busch Gardens Tampa por um valor adicional.



O cenário do Discovery Cove conta com lagoas com formações rochosas, rica paisagem natural, arrecife de corais, rios tropicais, piscinas com cachoeira e praias de areias branquíssimas. Essa foi minha terceira visita e minha satisfação com o parque continua a mesma! Assim como meu encantamento ao mergulhar com um golfinho mais uma vez. Isso mesmo, você pode ter a experiência de interagir com esses espertos animais.

Acompanhado por um treinador – que durante todo o tempo esclarece nossas dúvidas e conta curiosidades sobre o animal - grupos de sete a nove visitantes mergulham em águas rasas e interagem com um golfinho, por meio de sinais com as mãos e carinhos, incluindo um beijo. No meu caso, uma coincidência: neste ano, nadei com a fêmea Kailane, filha de um golfinho com o qual nadei 2 anos atrás, Akai. O ponto alto da experiência é ser puxada pelo golfinho. A partir de águas fundas, os visitantes fazem um nado de volta para a margem da lagoa junto de seu novo amigo. Quem não se sentir à vontade para nadar do fundo pode optar pelo raso.



Você não poderá entrar na água com nenhum acessório chamativo como anéis, brincos, piercings e colares. Se estiver de óculos de sol ele precisará estar nos olhos, de forma alguma na cabeça. E os celulares e câmeras também não são permitidos. Aí que vem a má notícia. Certamente você vai querer levar para a casa uma recordação em imagem daqueles momentos vividos e isso não será nada barato. Uma única foto sai por R$ 10 (quase R$ 40), já os pacotes com mais fotos e até vídeos são mais vantajosos, mas podem custar mais de US$ 300 dependendo da sua escolha.

O The Grand Reef também é uma excelente opção para diversão em família. Ele apresenta diversos níveis de exploração, desde flutuação em águas rasas e prática de snorkeling até mergulhos mais profundos para observar a vida marinhas. Uma delícia observar peixes e arraias de pertinho. A gente também consegue ver (através de um vidro) tubarões de diversas espécies.



Vale ainda se deixar levar pela correnteza (bem levinha) do Wind-away River, rio que passa por quase todo o parque. Como a profundidade do rio varia durante o percurso, sugiro colocar um colete salva-vidas. Através deste rio você tem acesso ao Explorer’s Aviary, um aviário de voo livre que abriga mais de 250 espécies de pássaros exóticos. Lá, conseguimos alimentar pequenas aves e interagir com pássaros de até 1,20m de altura. Depois disso é só curtir as praias e piscinas da área Serenity Bay, que ainda oferece baldinhos e brinquedos para as crianças. Ideal se você viaja com filhos pequenos.



Duas atividades extras, não inclusas no valor do ingresso, podem ser bem bacanas mas, eu particularmente, não vivenciei ainda. O SeaVenture (uma trilha subaquática onde os visitantes usam capacetes de mergulho - no estilo escafandros) e o Shark Swim (programa que dá a possibilidade de ficar bem perto dos tubarões).

Aquatica, outra opção para sua viagem com crianças


Vale lembrar aqui que além do Volcano Bay e do Discovery Cove, você também pode visitar o Aquatica (que já conheço de outras viagens, mas que não visitei desta vez). Ele também faz parte do grupo SeaWorld Parks and Entertainment e possui desde rios de águas tranquilas a velozes e emocionantes toboáguas (são 42 ao todo). Praias de areias branquíssimas completam o cenário.

Para 2019 está prevista uma nova atração, o KareKare Curl. Com uma boia para dois passageiros, o brinquedo promete muita adrenalina em uma aventura com sensação de gravidade zero.

Esta oferta/dica foi escrita por Natália Strucchi

Jornalista por formação, viajante por opção. E poder juntar as duas paixões numa profissão é a realização de um sonho. De Teresópolis (RJ) para mais de 20 países e centenas de cidades mundo a fora.... Toda essa andança me faz crer que viajar é muito bom, mas poder compartilhar toda esta experiência com outros viajantes é ainda muito melhor!

Encontre as passagens mais baratas com o Voopter

Buscador

Compare as tarifas de companhias aéreas, de agências e sites de milhas

Buscar Passagens

Quando viajar?

Quando viajar pagando barato partindo do Rio de Janeiro?

Planejar viagem

Alertas

Não achou o preço da passagem que você queria? Crie um alerta!

Criar um alerta

Promoções e Dicas

Seja o primeiro a receber promoções e dicas de viagem.

Cadastre-se

Voopter Mobile

Baixe o nosso app, encontre passagens baratas e seja notificado com as melhores promoções