Animais de Estimação

Viajando com pets: saiba as regras para embarcar com seu bichinho

07/02/2020 18:04

Carnaval, feriados, férias de julho e de fim de ano. O que não faltam nos próximos meses são períodos para viajar. Neste momento, quem tem um bichinho de estimação – seja gato ou cachorro – sempre precisa decidir o que fazer. Deixá-lo aos cuidados de algum responsável ou levar o animal consigo? Acredite, a decisão que a princípio pode parecer simples, é mais difícil do que se imagina.

Um pesquisa realizada pela Booking .com revelou que quase dois terços dos brasileiros (65%) que têm um bichinho de estimação dizem que seu pet é tão importante quanto um filho – o número é 10 pontos acima da média global (55%). Dessa forma, 51% desses brasileiros com animais de estimação concordam que, em 2020, a escolha de seu destino de viagem dependerá da possibilidade de levarem ou não seus pets junto.

Foto vários cachorros

Se identificou? Se você também não quer deixar seu animalzinho de fora da viagem, é preciso se preparar com antecedência. Você tem noção de como transportá-lo no avião? Quais são as regras impostas pelas companhias aéreas e quais os valores cobrados? Primeiramente, saiba que cada empresa possui suas próprias exigências, por isso fique atento na hora de emitir seu bilhete. Em síntese, é preciso de informar.

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), é permitido que cães e gatos sejam transportados desde que você apresente a documentação correta e pague a taxa correspondente a esse serviço. O local em que o bichinho viaja depende do porte e da raça, do modelo do avião e também das regras específicas de cada empresa.

Foto cachorro e mala

Regras Gerais

  • Os animais domésticos devem ser acomodados limpos e sem odor desagradável em uma caixa de transporte — o kennel. Este pode ser comprado em pet-shops;
  • É importante que a caixa tenha aberturas para garantir a circulação de ar. Da mesma forma é preciso espaço suficiente para que o animal consiga se mover e girar lá dentro;
  • Quando transportados no bagageiro do avião, os pets não são colocados na esteira após o desembarque, mas sim em uma área destinada à retirada de bagagens diferenciadas.

Como contratar o serviço

  • Você pode contratar o serviço durante a compra da passagem pelos sites das companhias;
  • Pelos serviços de call center;
  • Nos balcões das companhias.

Cuidados com seu animal

  • De antemão, visite uma clínica veterinária e peça exames que atestem a saúde do animal antes de tirá-lo de casa;
  • A princípio, pets idosos não devem viajar;
  • Da mesma forma, bichinhos com problemas cardiorrespiratórios também devem evitar viagens;
  • Vacinas devem estar em dia, portanto, filhotes que ainda não tomaram todas as doses das vacinas não podem viajar.
Foto gato

Exigências das Gol

  • Para serem transportados na cabine os animais – cães e gatos – devem pesar até 10 kg incluindo a caixa de transporte. Já para o bagageiro entre 10 kg e 30 kg também incluindo a caixa de transporte;
  • Nos trechos nacionais o valor cobrado para transporte na cabine é de R$ 250 por animal, já nos trechos internacionais a cifra passa para R$ 600. No caso do bagageiro, os valores passam para R$ 650 e R$ 800, respectivamente.
  • A companhia exige comprovação de vacinação antirrábica com o nome do laboratório produtor, bem como o tipo da vacina e o número da ampola utilizada. A vacina deve ter sido aplicada há mais de 30 dias e menos de 1 ano da data de embarque;
  • O atestado sanitário do animal, com validade de 10 dias após a data de emissão, também deverá ser apresentado;
  • Nem todas as raças são aceitas, confira essa informação com a companhia antes de comprar sua passagem para evitar dores de cabeça na hora do embarque;
  • Na Gol, cães-guias e cães-ouvintes são aceitos em todos os voos, mas para isso precisam estar acompanhando pessoas com deficiência;
  • Cães de acompanhamento emocional são aceitos apenas para os voos com origem ou destino aos EUA e Cancún.

Exigências Azul

  • Para serem transportados na cabine os animais – cães e gatos – devem pesar até 5 kg. Diferente das demais companhias, a Azul não transporta os pets no bagageiro;
  • Nos trechos nacionais o valor cobrado de R$ 250. Para trechos no exterior a quantia passa a ser de US$ 100;
  • A companhia exige comprovação de vacinação antirrábica com o nome do laboratório produtor, o tipo da vacina e o número da ampola utilizada. A vacina deve ter sido aplicada há mais de 30 dias e menos de 1 ano da data de embarque;
  • O atestado sanitário do animal, com validade de 10 dias após a data de emissão, também deverá ser apresentado;
  • Na Azul os cães-guias também são permitidos (apresentando vacinação e atestados citados acima). Eles devem ainda estar equipados com coleira;
  • No caso dos cães de apoio emocional o único destino permitido é os Estados Unidos. Além das regras anteriores, é necessário apresentar o Certificado Veterinário Internacional (CVI) válido por 60 dias a partir da data de emissão e o preenchimento da declaração de animal de suporte emocional.
Homem carregando mala e cachorro

Exigências Latam

  • Para serem transportados na cabine os animais – cães e gatos – devem pesar até 7 kg incluindo a caixa de transporte. Já para o bagageiro entre 7 kg e 45 kg também incluindo a caixa de transporte;
  • Nos trechos nacionais o valor cobrado para transporte na cabine é de R$ 200 por animal, já nos trechos internacionais a cifra varia de acordo com o destino escolhido. No caso do bagageiro, o valor passa para R$ 900 nos trechos domésticos e no internacional, mais uma vez, vai depender do destino;
  • Para viajar com a Latam seu bichinho deve ter pelo menos 8 semanas de vida, com exceção de rotas para os Estados Unidos, nas quais deve ter ao menos 4 meses;
  • A companhia exige comprovação de vacinação antirrábica com o nome do laboratório produtor, o tipo da vacina e o número da ampola utilizada. A vacina deve ter sido aplicada há mais de 30 dias e menos de 1 ano da data de embarque;
  • Na Latam os cães-guias também são permitidos (apresentando vacinação e atestados citados acima). Eles devem ainda estar equipados com coleira;
  • No caso dos cães de apoio emocional os únicos destinos permitidos são Estados Unidos, México e Colômbia;
  • No caso das viagens internacionais, a Latam ressalta que cada país tem diferentes restrições relacionadas à segurança sanitária e distintas regras sobre a documentação exigida no transporte de animais. Por isso, a companhia recomenda que você entre em contato com a autoridade sanitária ou com o consulado do país que pretende visitar.

Gostou? Então compartilhe com seus amigos:

Encontre todas as passagens baratas com o Voopter
Encontre todas as passagens baratas com o Voopter
Encontre todas as passagens baratas com o Voopter
Buscador
Compare preços de companhias aéreas, agências de viagens e sites de milhas em um só lugar.
buscar passagens
Quando Viajar?
Descubra quando é mais barato viajar de acordo com a sua origem ou destinos favoritos.
VER DATAS
Alertas de preços
Não achou o preço da passagem que você queria? Crie um alerta!
CRIAR ALERTA
Promoções e Dicas
Fique por dentro de todas as promoções e dicas sobre viagens e passagens aéreas
VER MAIS