Buenos Aires é queridinha dos brasileiros. A capital argentina é um dos destinos mais procurados para uma primeira viagem internacional, tanto pela proximidade com o Brasil, quando pela facilidade de se virar no “portunhol”; ou ainda pela ofertas de passagens aéreas baratas que costumam aparecer para lá. Mas engana-se quem pensa que a capital argentina é apenas para viajantes principiantes. A terra dos hermanos guarda tantas e diversas atrações que há sempre novos e bons motivos para voltar. Planejando embarcar? Veja nossas dicas do que fazer em Buenos Aires:

1) Prepare-se para caminhar, e muito!




Conhecer Buenos Aires a pé é uma das melhores formas de aproveitar a cidade, sem pressa para curtir os muitos cafés, lojinhas, monumentos, museus, parques e outros atrativos da capital argentina. Mas além disso tudo, Buenos Aires é uma cidade bem plana, o que facilita a caminhada. A dica é dividir seu roteiro pelos bairros e zonas. Os principais são: Centro, Palermo, Recoleta e San Telmo.

2) Conheça o centro de Buenos Aires




Vários dos principais pontos turísticos da cidade estão nessa região. Partindo da histórica Plaza de Mayo (seu nome homenageia a Revolução de 25 de Maio de 1810, marco da Independência Argentina), você conhece a Casa Rosada, o Teatro Colón, a Catedral Metropolitana, a Casa Rosada e o Obelisco. Se quiser, ainda pode conferir as a Calle Florida, rua para pedestres que é um dos principais pontos comerciais de Buenos Aires.

3) Curta o verde e o agito do bairro de Palermo




Palermo é cheio de área verdes e ruas agradáveis, cheias de lojinhas, restaurantes e cafés. Não deixe de passear pelos Bosques de Palermo e conferir seu belo Rosedal. Na mesma caminhada você também pode conferir o Jardim Japonês, que abriga, entre outros atrativos, uma casa de chás, um centro cultural e lago com bonsais. Se você não sabe o que fazer em Buenos Aires pela noite, Palermo é também uma ótima opção; especialmente pelos arredores da Plaza Serrano.

4) Domingo é dia de Feira de San Telmo




É fácil decidir o que fazer em Buenos Aires aos domingos: conferir a feirinha de artesanato San Telmo. Artistas se apresentando, artesãos vendendo seus produtos, lojas de antiguidade e muitos barzinhos garantem um dia inteiro de atrações pelo bairro. É lá também que fica o famoso banco com a escultura da Mafalda. Depois de comprar algumas lembrancinhas, descanse pelos bares e restaurantes da Praça Dorrego. Na região, você também pode conhecer o Museu de Artes de Buenos Aires, a simpática Pasaje e o Mercado de San Telmo. Se acabar ficando para aproveitar a noite, confira a cervejaria On Tap.

5) Prepare-se para comer MUITO bem


Sim, Buenos Aires é um dos melhores destinos gastronômicos do mundo. Para provar uma tradicional empanada argentina, conheça o El Sanjuanino,  a La Americana ou Los Inmortales. Já para uma boa parrilla, o Don Julio e o La Cabrera estão entre os mais procurados restaurantes, famosos por suas carnes de qualidade. Para a sobremesa, aposte nos sorvetes do El Fundador; ou nos alfajores da Havanna e Cachafaz. Quer um café? Os ponto mais clássicos são o La Biela e o Café Tortoni, mas Buenos Aires também está cheia de novas, modernas e imperdíveis cafeterias, como a LAB Tostadores de Café.



Dica amiga: durante o horário de almoço (de segunda a quinta, entre 12h30 e 16h), o La Cabrera oferece um menus executivo que inclui entrada, prato principal, uma bebida e sobremesa por um preço acessível preço. E há também desconto de 40% na conta para quem vai durante o Happy Hour, que ocorre entre 18h30 e 20h - é preciso entrar no restaurante até 19h15. Ah, e anote aí: se não gosta de carne mal passada, avise ao garçom.



Ah, e vale lembrar que  Buenos Aires não é só churrasco, os vegetarianos também têm o seu lugar por lá, anote alguns nomes: Kensho, Bio e Krishna. Outra super experiência gastronômica que tem conquistado muito viajantes por lá é o The Argentine Experience, onde os viajantes têm a oportunidade de curtir uma deliciosa imersão na culinária e na cultura local, num misto de jantar e aula de culinária. Simplesmente imperdível!

6) Visite os museus e centros culturais da Recoleta


Há muitas atrações pelo bairro da Recoleta, mas seus museus e centros culturais merecem destaque. Bem pertinho do famoso Cemitério da Recoleta está o Centro Cultural Recoleta, que sempre abriga boas mostras, cursos e apresentações. Fica no bairro também um dos mais importantes museus de Buenos Aires: o MALBA (Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires). Além das exposições temporárias, o acervo guarda obras de importantes nomes, como como Frida Kahlo, Julio Le Parc, Tarsila do Amaral, Lygia Clark, Hélio Oiticica e Cândido Portinari.

Já no Museu de Belas Artes, você consegue conferir obras dos mais variados estilos e épocas. Monet, Pissarro, Van Gogh, Renoir e Rodin são alguns dos nomes que te esperam por lá. A entrada é gratuita e você ainda aproveita o passeio para dar uma passadinha pela Floralis Genérica, flor metálica que é um dos principais cartões-postais de Buenos Aires.



Dica amiga: aos finais de semana e feriados, acontece a Feirinha de Artesanato da Recoleta, bem em frente ao Centro Cultural.

7) Vá numa tradicional Milonga




Tudo bem que Buenos Aires é a capital do tango. Mas se você quer uma verdadeira experiência portenha, troque o show de tango por uma milonga, que é onde pratica-se a dança, como na nossa brasileira gafieira. Há milongas abertas, como a La Glorieta, em Belgrano; e outras em locais fechados, como bares, clubes e restaurantes. Ah, e em alguns há aulas de tango antes da milonga começar. Eu estive na Milonga do Cafe Vinilo, em Palermo, e recomendo demais! Se quiser um clima um pouco menos intimista, confira a milonga da La Viruta, que abriga uma enorme pista de dança.

8) Explore seu lado futebolístico em La Bombonera




Se você é fã de futebol, vai adorar La Bombonera! O estádio do Boca Juniors possui visitas ao museu e ao próprio estádio, fazendo com que você conheça um pouco mais sobre a história do clube. Fica bem pertinho do Caminito e você pode até visitar o campo e os vestiários do local!

9) Dê um check (ou não) no Caminito e confira a programação da Usina de Arte




As janelas e paredes coloridas do bairro La Boca - especialmente o Caminito - é dos cenários mais famosos quando o assunto é o que fazer em Buenos Aires.  Mas a verdade é que a região tem se tornado cada vez mais uma espécie de armadilha para turistas, com preços altos e atrações de autenticidade duvidosa. Entretanto, é ali no bairro que está também a Usina de Arte, que abriga muitos e interessantes espetáculos artísticos.

10) Conheça Abasto, o bairro de Carlos Gardel




É verdade que Abasto não guarda tantos atrativos e nem é tão moderno como Palermo e Recoleta. Mas é o local para quem quer saber mais sobre a história do tango. Na Pasaje Zelaya, diversas intervenções artísticas relembram o ritmo musical. É lá também que está o Museu Casa Carlos Gardel. Em Abasto há ainda diversos e tradicionais bodegones, clássicos restaurantes de comida caseira, como o La Viña del Abasto.

11) Aproveite a vida noturna


A vida noturna de Buenos Aires é super agitada. E a noite começa tarde por lá, você pode sair para jantar às 23h sem preocupações de encontrar os lugares fechados. Tanto Palermo, quanto San Telmo guardam muitos pubs e bares; mas o bairro de Villa Crespo também vem ganhando muitos fãs (volte de dia se você é fã de graffiti e arte de rua!).

12) Estique sua viagem para conhecer Colonia Del Sacramento!




Uma das muitas vantagens de visitar a Argentina é a facilidade de se chegar ao Uruguai! Saindo de Buenos Aires e atravessando o Rio da Prata, você pode chegar a Colonia del Sacramento, uma linda cidade arborizada, pequena e histórica. O lugar foi disputado por espanhóis e portugueses e preserva um pouco de suas construções históricas.

Curtiu nossas dicas de o que fazer em Buenos Aires? Então comece a programar sua viagem dando uma olhada nas ofertas de passagens aéreas, é só fazer a sua pesquisa no site do Voopter.