Dia dos Namorados: casal que viaja unido, permanece unido

Há 5 dias

Na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, e... nas viagens, é claro! Viajar é tudo de bom! E se a viagem for com quem a gente ama, melhor ainda. Além dos tradicionais roteiros de férias, é cada vez mais comum encontrarmos casais que decidiram fazer do turismo uma parte importante de sua vida a dois. Recentemente os atores Bruno Gissoni e Yanna Lavigne decidiram cair na estrada com a filha Madalena. Em sua “Kombihome” estão percorrendo os quatro cantos Brasil.

E você? Já pensou ou teve vontade de fazer o mesmo com o seu amor? Neste Dia Dos Namorados conversamos com um casal apaixonado por conhecer novos países, por explorar novas regiões e culturas, que deixou tudo para trás (eles venderam casa, carro e largaram empregos) e decidiu cair no mundo. Quem sabe essa história não te inspira a tirar do papel aquela viagem dos sonhos!

Daniel e Alexandra em viagem ao Marrocos

Daniel Costa e Alexandra Rodrigues estão juntos há 16 anos e desde o início do relacionamento sabiam que a paixão pelas viagens era algo em comum. “Desde que nos conhecemos sempre que havia uma oportunidade nós viajávamos pelo Rio. Com o passar do tempo, começamos a conhecer outros estados e países e hoje, como conseguimos conciliar trabalho e viagens, estamos sempre em algum lugar diferente”, explica Alexandra.

Juntos, eles já estiveram em 31 países entre Américas, Europa e África. “Difícil citar apenas uma viagem inesquecível, cada uma delas nos proporcionou experiências distintas. Mas, se tivesse que escolher, seria o mochilão que fizemos pela Europa em 2013, onde visitamos 8 países e 12 cidades com direito a Aurora Boreal no Norte da Noruega. Onde Daniel me surpreendeu com uma aliança e o famoso pedido de casamento”, conta.


Pedido de casamento foi feito durante Aurora Boreal, na Noruega

E o que antes era comum apenas nas férias, acabou virando rotina. “Quando você vai viajar de férias, independente do destino e do tempo que vai ficar fora, tudo é sempre muito empolgante e no fundo você sabe que vai voltar pra casa. Mas tudo mudou quando decidimos morar fora por um tempo. Deu um certo medo quando começamos a vender o que tínhamos para sair da nossa zona de conforto e embarcar rumo ao desconhecido. Por quatro anos moramos em dois países da Europa e viajamos bastante, o que nos proporcionou experiências únicas, novos amigos e muitas histórias para contar”, revela Daniel.

Casal em viagem ao México

E, claro, nem tudo são flores. A vida entre aeroportos e países distintos também inclui estar preparado para enfrentar dificuldades. “Sempre rola alguma coisa que você não está esperando. Em St. Petersburg, na Rússia, reservamos um hostel e quando chegamos nosso quarto não estava disponível. A atendente conseguiu um outro lugar com uma amiga para nos receber e nos deu dinheiro para pagar um táxi que estava esperando a gente em um beco na rua de trás. A comunicação foi difícil, mas o motorista nos levou ao endereço que estava no papel. No local - um prédio antigo, com portas de ferro sobre as janelas e sem a menor cara de hotel - uma moça muito simpática abriu uma porta e, para nossa surpresa, nos recepcionou em um lugar totalmente renovado e bonito com uma mesa cheia de doces para os hóspedes. Como éramos os únicos hospedados lá, lembramos de cara do filme O Albergue e não comemos nem bebemos nada. Felizmente, tudo deu certo e nós estamos vivos para narrar o fato! A moça foi bem legal e só estava começando seu próprio negócio”, recorda-se o designer gráfico.

Casal se aventurou de moto pela América do Sul por 60 dias

Depois de uma temporada na Europa, Daniel e Alexandra decidiram que queriam mais adrenalina. Colocaram em prática um antigo plano: uma viagem de moto pela América do Sul. Foram 60 dias e 15 mil quilômetros percorridos entre o Rio de Janeiro e Ushuaia, passando pelo Uruguai. "Em todo o trajeto visitamos quase 40 cidades e nossa maior dificuldade foi aguentar as mudanças climáticas pelo caminho. Enfrentamos frio, neblina, vento, chuva e neve, mas valeu a pena", avalia Daniel.

De volta ao Brasil o casal já planeja qual será sua próxima aventura: conhecer o Sudeste Asiático. “A principal vantagem de viajar em casal é ter alguém para compartilhar as descobertas de se visitar um lugar pela primeira vez. Provar e viver novas experiências juntos. Então aqui vai um conselho: se joguem. A vida é realmente muito curta e o mundo muito grande! Voltamos diferentes após cada viagem. Você passa a entender melhor as pessoas e a dar valor às coisas simples que não percebemos no dia a dia. Comecem aos poucos e, posso garantir, depois da primeira experiência, a vontade de conhecer novos lugares ficará cada vez maior!”, finaliza Alexandra.


Esta oferta/dica foi escrita por Natália Strucchi

Jornalista por formação, viajante por opção. E poder juntar as duas paixões numa profissão é a realização de um sonho. De Teresópolis (RJ) para mais de 20 países e centenas de cidades mundo a fora.... Toda essa andança me faz crer que viajar é muito bom, mas poder compartilhar toda esta experiência com outros viajantes é ainda muito melhor!

Viaje mais pelo Brasil e pelo mundo

Encontre as passagens mais baratas com o Voopter

Buscador

Compare as tarifas de companhias aéreas, de agências e sites de milhas

Buscar Passagens

Quando viajar?

Quando viajar pagando barato partindo do Rio de Janeiro?

Planejar viagem

Alertas

Não achou o preço da passagem que você queria? Crie um alerta!

Criar um alerta

Promoções e Dicas

Seja o primeiro a receber promoções e dicas de viagem.

Cadastre-se

Voopter Mobile

Baixe o nosso app, encontre passagens baratas e seja notificado com as melhores promoções