De famosos a anônimos, saiba mais sobre a incrível experiência de viajar para casar

Há 58 dias

Viajar para casar está na moda! Cauã Reymond e Mariana Goldfarb (Conceição de Ibitipoca), Camila Queiroz e Klebber Toledo (Jericoacoara), Isabelli Fontana e Di Ferrero (Ilhas Maldivas). A lista de famosos que decidiram viajar para dizer o tão sonhado “sim” é grande. Na noite de ontem (21/05) foi a vez do humorista e digital influencer, Carlinhos Maia fazer o mesmo. A cerimônia de casamento com Lucas Guimarães e a festa para 450 convidados aconteceu no Karranca's Bar e Restaurante, às margens do Rio São Francisco, na divisa entre os estados de Sergipe e Alagoas.

Os chamados “destinations weddings” movimentam o mercado do turismo já há algum tempo e fazem a cabeça não só das celebridades, mas também de muitos anônimos, geralmente apaixonados por viagens. A Disney, por exemplo, possui um setor exclusivo para organização de casamentos, que podem acontecer nos parques da Flórida, da Califórnia, nos resorts do complexo, incluindo o localizado no Havaí, e também nos cruzeiros da marca. Entre os destinos mais badalados no exterior estão Cancún, Riviera Maya, Punta Cana e Las Vegas. No Brasil, praias paradisíacas como Trancoso, Fernando de Noronha, Jericoacoara e Búzios são as mais desejadas.

Foi esta última que a empresária Tatiana Ferreira escolheu para celebrar o grande dia. “Quando conversamos a primeira vez sobre casamento, foi unânime a ideia de casar numa praia. E a escolha de Búzios se deu de forma natural, já que sempre frequentamos a cidade, além dela ser próxima ao Rio de Janeiro e ter boa infraestrutura para eventos”, explica Tatiana. Definido o destino, o passo seguinte foi escolher uma cerimonialista local. “Como eu e meu marido trabalhamos, não conseguiríamos nos dedicar 100% à festa e à celebração, por isso pedimos ajuda a quem entende. E foi uma ótima decisão”, avalia.

A empresária Tatiana Ferreira em seu casamento na cidade de Búzios

Para ela, a maior dificuldade em se casar longe de casa é fazer com o que os convidados topem a ideia de viajar. “No nosso caso escolhemos um destino perto e avisamos com bastante antecedência, com isso todos tiveram tempo de se programar. Nós também fizemos parcerias com hotéis da região e como escolhemos casar na baixa temporada conseguimos descontos para os convidados”, ressalta Tatiana.

A difícil tarefa de organizar um casamento

Pode parecer fácil, mas organizar um casamento é algo trabalhoso e demorado, principalmente se este for realizado longe de casa. Por isso, muitas noivas fazem como a Tatiana, e optam por contar com a ajuda de uma profissional do setor. Com mais de 10 anos de experiência, Andrea Turl e a sócia Tina Sloper são referências no segmento e acreditam que viajar para casar virou uma tendência. “Organizamos recentemente um casamento muito interessante. O noivo era da Dinamarca e a noiva dos Estados unidos. Vieram casar em um sítio no Brasil. O contato foi através de rede social, mas eles buscaram informações sobre o nosso trabalho com uma pessoa de confiança da família do noivo. Organizamos todo o casamento através de e-mail, facetime e rede sociais”, conta Andrea.

Tina e Andrea possuem mais de 10 anos de experiência na organização de eventos

De acordo com ela, quando se organiza um “destination wedding”, as preocupações são maiores e envolvem muitos detalhes. “No caso que citei, tivemos que pensar na acomodação em hotéis, transporte (da chegada até o final do evento), restaurantes, salões de beleza e pontos turísticos, até mesmo pessoas no cerimonial que falassem a língua deles. Tudo isso foi elaborado através de cronograma, para o recebimento dos noivos, familiares e convidados. Fizemos questão de apresentar a todos os locais mais agradáveis da região, para que eles se sentissem muito à vontade. Ficamos muito preocupadas com o acolhimento e receptividade de todos”, revela a cerimonialista.

Segundo Andrea, neste mercado é preciso estar preparada para tudo. “Já tivemos uma outra experiência no interior de São Paulo que foi um casamento longo, em um hotel, num lugar paradisíaco. Foram 3 dias de festa, envolvendo cerimônia, almoço, jantares, recepção e até esportes radicais fizeram parte do pacote”.

Ela alerta que antes de contratar um profissional ou serviço é preciso que os noivos pesquisem bem e tenham certeza da qualidade do trabalho oferecido. “Vale a pena perguntar para amigos e conhecidos indicação, além de usar a internet como aliada nas pesquisas. Peça referências e cheque cada uma delas”.

Preços mais baixos no exterior

Muita gente não sabe, mas casar no exterior pode ser bem mais barato do que no Brasil. Isso mesmo! Basta fazer uma simples pesquisa na internet que você logo descobre que alguns resorts até oferecem a cerimônia de graça dependendo do número de quartos e diárias reservadas. Foi para fugir dos altos preços cobrados por aqui que a jornalista Anabel Reis “bateu o martelo” e decidiu que iria celebrar a união com o noivo Madson em Playa del Carmen, no Caribe. “Queríamos casar na praia, olhando para o mar caribenho. E ao mesmo tempo ter mais que um casamento. Uma experiência de vida com nossos convidados em outro país, outra cultura. Pela proximidade com o México, decidimos ir até Miami antes de voltarmos ao Brasil e assim a passagem ficou até mais barata”, relata.



Anabel Reis e seu marido em Playa del Carmen durante celebração do casamento

Da ideia até o grande dia foi pouco mais de um ano na organização de tudo. “Não contratei cerimonialista. Então tive que decidir absolutamente tudo a distância. A comunicação se faz por e-mail, em língua estrangeira (inglês ou espanhol, no caso), o que deixa o processo mais demorado. Por isso é preciso segurar a ansiedade”, relembra Anabel, que também foi a responsável por orientar os convidados – ao todo foram 30 pessoas viajando juntas - quanto à compra de passagens e reserva de hotel. “Como não tinha cerimonialista eles tiravam duvidas comigo. Indiquei agencias, mas a maioria fechou a viagem por si só, pela internet”.

A festa teve direito a um menu sofisticado, mas ainda sim com baixo custo total. “Os valores ficaram muito aquém comparados aos praticados no Brasil”, garante a jornalista, que depois da experiência decidiu criar um perfil no instagram (@viajarparacasar) e um blog (de mesmo nome) para compartilhar tudo que viveu e tirar dúvidas sobre o tema. “Muitos têm vontade de casar no exterior, mas não o fazem por desconhecimento ou por acreditarem ser extremamente caro, o que não se aplica a todos os destinos. É preciso pesquisa. Além disso, outras noivinhas que já estão de casamento marcado no exterior passam pela mesma ansiedade que eu e querem tirar dúvidas como, por exemplo, como levei meu vestido e itens de decoração”, explica.

Entre as inúmeras vantagens de viajar para casar, está a possibilidade de curtir com os amigos próximos muito mais do que a festa de casamento, podendo passar um fim de semana inteiro juntos ou mais que isso. “Por ser um casamento com poucos convidados aproveitamos muito com cada um deles. Nos sentimos abraçados com o amor todo tempo. Além disso, por termos ficado uma semana juntos tivemos mais que um casamento e sim uma experiência de vida com quem mais amamos. Senti que o casamento era realmente especial e marcante para todos e não só para mim. Faria tudo de novo”, garante Anabel.

Confira dicas para organizar sua viagem de casamento:

Praias ou fazendas são os destinos mais escolhidos por noivos

- É necessário ponderar os custos da viagem na conta. Além da cerimônia e festa, você terá que pagar as passagens aéreas e a hospedagem;

- No Brasil, faça parcerias com hotéis da cidade, muitas vezes os estabelecimentos conseguem oferecer algum desconto aos convidados, principalmente na baixa temporada;

- No exterior muitos resorts oferecem cerimônias gratuitas dependendo da quantidade de quartos e diárias reservadas;

- Leve em consideração a sua personalidade e do seu noivo para escolher o local ideal. O casamento tem que ter a cara de vocês;

- Pesquise tempo, clima e épocas festivas para ver se há possibilidade de você realizar o casamento naquele destino, naquele mês (exemplo: o Caribe tem furacões nos meses de agosto, setembro e outubro. Os locais fazem promoções neste período justamente por isso, mas não avisam o motivo);

- Organize tudo com pouco mais de um ano de antecedência para que seus convidados consigam pedir férias na empresa ou programar folga na época. É preciso saber lidar com o fato que pessoas muito queridas podem não conseguir ir.


Esta oferta/dica foi escrita por Natália Strucchi

Jornalista por formação, viajante por opção. E poder juntar as duas paixões numa profissão é a realização de um sonho. De Teresópolis (RJ) para mais de 20 países e centenas de cidades mundo a fora.... Toda essa andança me faz crer que viajar é muito bom, mas poder compartilhar toda esta experiência com outros viajantes é ainda muito melhor!

Viaje mais pelo Brasil e pelo mundo

Encontre as passagens mais baratas com o Voopter

Buscador

Compare as tarifas de companhias aéreas, de agências e sites de milhas

Buscar Passagens

Quando viajar?

Quando viajar pagando barato partindo do Rio de Janeiro?

Planejar viagem

Alertas

Não achou o preço da passagem que você queria? Crie um alerta!

Criar um alerta

Promoções e Dicas

Seja o primeiro a receber promoções e dicas de viagem.

Cadastre-se

Voopter Mobile

Baixe o nosso app, encontre passagens baratas e seja notificado com as melhores promoções