É hoje! Logo mais a Rússia entra em campo dando início a mais uma Copa do Mundo. Enquanto os donos da casa disputam a primeira partida, o time de Tite treina e se concentra em busca da nossa primeira vitória. Nosso primeiro jogo será domingo (17/6) contra a Suíça, em Rostov.

De Socchi, onde nossa seleção está treinando, até o local da partida são cerca de 550km. Bem distante. E se tem algo que o Brasil (e outras seleções também) vai fazer é viajar. Afinal, a Rússia é, literalmente, gigante! De Rostov, voltamos para Sochi; de lá seguimos para São petersburgo, terra do segundo jogo. Por fim, jogamos o terceiro e último jogo da primeira fase na capital Moscou. Tudo isso na primeira fase, apenas!

E para aqueles que não puderam cruzar a Europa e torcer ao vivo pela nossa seleção, preparamos uma matéria para você conhecer mais das cidades onde nossa seleção irá passar. Se você tem algum amigo por lá, compartilha com ele essas dicas. Quem sabe se além da taça do Hexa ele não traz uma lembrança russa pra você!

Sochi




A primeira parada do Brasil na Rússia vai ser em Sochi, cidade bem ao sul do país, perto da fronteira com a Geórgia. Para nós brasileiros, Sochi talvez seja conhecida por ter sido sede da última Olimpíada de Inverno, mas é um dos destinos turísticos mais procurados pelos russos.

Localizada à margem do Mar Negro e cercada pelas montanhas do Cáucaso, Sochi tem a natureza a seu favor e por isso é tão procurada tanto no verão quanto inverno. Se na estação mais fria as atividades esportivas se concentram nas montanhas com neve. Nas outras estações o que não faltam são opções, incluindo uma etapa da Fórmula 1, que em 2018 acontece no início do outono, em 30 de setembro.

O Brasil chegou a Sochi faltando uma semana para estreia no torneio. E se você pretende acompanhar a nossa seleção ou visitar a cidade algum dia, aqui vão algumas dicas do que fazer:

Casa de veraneio de Stalin: O ex-líder da antiga União Soviética não nasceu em Sochi, mas mantinha uma casa de veraneio. Segundo relatos, ele costumava passar alguns meses por lá. Sua casa, grande porém simples, ainda está intacta e hoje é um grande museu que conta a história do ex-líder. Para quem viveu essa época, gosta de história ou simplesmente se interessa pela cultura dos países onde visita, é uma parada obrigatória.

Parque Olímpico: É aqui onde estão alguns dos mais novos hotéis construídos na cidade. Caso você opte por ficar em outro lugar, o parque olímpico é uma ótima opção para passar o dia. Além de brinquedos tradicionais como montanha-russa, você pode visitar o oceanário; museu do automóvel; e outras opções.

Parque Nacional de Sochi: Como vai ser verão, o calor , pode acreditar, é grande. Nada melhor do que se refrescar. E se você não quiser nadar no Mar Negro, a opção pode ser cachoeiras. Dentro do Parque Nacional tem a rota 33 Cachoeiras. E diferente do nome, apenas 16 estão abertas a visitação. E você pode fazer contratando um passeio de dia inteiro com direito a guia.

Rostov do Don


Cidade de estreia do Brasil na Copa, Rostov do Don é a capital da província homônima e as margens do rio Don, um dos mais importantes da Rússia. Muito ligada a indústrias e sem tantos atrativos turísticos em comparação com Sochi, por exemplo, Rostov do Don fica bem próximo da fronteira com a Ucrânia.

O Brasil estreia na Copa no dia 17 de junho e pelo cronograma, deverá chegar à cidade dois dias antes da partida. Portanto, para os torcedores que forem conferir nossa seleção, aqui vão algumas dicas do que fazer enquanto o Brasil não inicia sua participação.



Pushkin Street: É um parque a céu aberto e uma ótima opção para "driblar" o calor russo. É o principal endereço de caminhada dos moradores e por isso um ótimo local de referência para você que pretende visitar a cidade. Cercado por prédios antigos que marcaram a história da cidade, o Pushkin Street também abriga alguns dos melhores restaurantes da cidade.

H2O Aquapark: Como o nome sugere, trata-se de um parque aquático com áreas fechada e aberta. Para um dia de folga, é uma boa pedida para se refrescar, embora este parque seja mais procurado no inverno.

Ostrovsky Park: Um parque relativamente novo e mais uma área de lazer para os moradores e, agora, turistas brasileiros que prometem encher a cidade. Nos finais de semana costuma ter concertos e apresentações culturais. Portanto, uma boa dica para você ficar ainda mais por dentro da cultura russa.

São Petersburgo


Saindo de Rostov, o próximo jogo da nossa seleção é em São Petersburgo. Durante um tempinho, ela chegou a ser a capital da Rússia, sabia? Na época dos Czares a cidade era considerada melhor localizada e foi o centro do governo até 1918. E tem muita coisa linda para os turistas visitarem durante o passeio.



Museu Hermitage: Você não pode perder o passeio pelo lindo - e enorme - museu. São 10 edifícios cheios de história que abrigam mais de 3 milhões de peças. O ápice da visita é o interior do Palácio de Inverno. As construções foram ordenadas por Catarina, a Grande, para guardar suas inúmeras obras de arte.

Palácio de Stroganov: esse é um lugar curioso de se visitar. Na verdade é um museu, mas o mais legal é a história que vem com ele: foi nesse lugar que surgiu o nosso querido “estrogonofe”! E no restaurante dentro do palácio você pode comer a receita original, com um molho que demora dois dias para ficar pronto. Que tal?

Canal Griboiedov: quer conhecer a cidade do jeito mais bonito? Então se locomova pelo famoso Canal. Por ele, você consegue chegar a quase todos os pontos turísticos da cidade e ainda desfrutar do passeio de barco. Mas não se preocupe, se isso não é a sua praia o transporte público da cidade é ótimo!

Igreja da Ressurreição: Sua construção foi inspirada na Catedral de São Basílico, e isso é visível quando olhamos os bulbos de porcelana de diversas cores. São realmente bem parecidos com os de sua “irmã”. Do lado de dentro, os murais baseados no velho e novo testamento são verdadeiras obra de arte e encantam qualquer um. Passeando pelo lado de fora você pode fazer comprinhas de produtos locais e artesanatos com preços muito bons.

Moscou




Moscou é a última cidade em que o Brasil vai jogar na fase de grupos. Se você decidiu acompanhar a seleção no país, essa deve ser a cidade mais esperada para os passeios turísticos.

Moscou se localiza às margens do Rio Moscova, na região Oeste do país. A cidade foi capital da Rússia desde os tempos de principado, mas perdeu o posto na época do Império, e isso só se reverteu em 1918. Apesar de ser considerada uma das capitais mais frias do mundo, fique tranquilo, a Copa vai ser no verão, quando as temperaturas normalmente estão entre 20° e 26°.

Teatro Bolshoi: A companhia de balé mais famosa e prestigiadas do mundo é a Bolshoi. O Teatro Bolshoi, construído em 1856, foi feito para ser o palco de suas apresentações de dança e ópera. Após reforma, foi reaberto em 2011. Não perca a chance de ser espectador de uma das apresentações.

Praça vermelha: Tire algumas horas para olhar tudo o que a praça vermelha tem de lindo. Não é apenas um lugar para fazer cliques. A praça é considerada um Patrimônio da Humanidade pela Unesco e nos seus arredores estão outras quatro construções com o mesmo título e importância: Necrópole da Muralha do Kremlin; Museu Histórico do Estado; Mausoléu de Lenin; e a Catedral de São Basílio. O mais curioso de todos é o Mausoléu, onde o corpo do líder comunista está embalsamado e exposto há 93 anos.

Catedral de São Basílico: Não tem jeito, a catedral é um símbolo da Rússia e merece destaque. Ela é uma catedral ortodoxa, foi construída entre 1955 e 1961, e é um dos cartões postais favoritos dos turistas. Originalmente projetada para ter oito igrejas laterais rodeando o edifício, hoje já são 10 que fazem parte da estrutura. É impossível não se impressionar com sua magnitude.

Rua Arbat: Para quem adora uma comida gostosa, vale uma passeio pela rua. Aliás, a mais antiga da cidade. A Rua Arbat é do século 15 e já foi considerada o endereço mais prestigioso da capital. As fachadas de alguns prédios ainda estão iguaizinhas! Hoje ela é famosa por outra coisa: os artistas de rua, cafés e deliciosos restaurantes em toda a sua extensão.

Curtiu nossas dicas? Então fique ligado porque falta pouco para o início da Copa.