Dicas de Viagem

Conheça Bath, uma cidade alegre no interior da Inglaterra

05/10/2018 10:13
Quem viaja para a Inglaterra quase sempre tem como destino Londres. Mas não é apenas na capital inglesa que o país guarda encantadoras riquezas. Ir além dela e de outras cidades mais visitadas como Oxford e Manchester, pode garantir boas surpresas.Quando fiz meu intercâmbio em Exeter, a cerca de 180km de Londres, tive a oportunidade de conhecer três cidades que são simplesmente apaixonantes: Bath, Bristol, St. Ives. Hoje vou contar um pouco sobre Bath, uma cidade excêntrica no interior da Inglaterra. As outras viram de assunto pra um próximo post! Fica de olho! Em um mês e meio de viagem pelo país, essa foi a cidade em que eu mais me diverti. A realidade superou todas as expectativas e entendi porque o país é conhecido por ser tão fascinante. Como fiz um bate e volta rápido com o pessoal da Universidade, tive apenas uma tarde para passear. Priorizei as atrações que não precisavam encarar filas, assim pude administrar melhor o tempo e conhecer o máximo de lugares por lá. Mas voltarei muito em breve para curtir mais todos os detalhes. Fundada no século VII pelos romanos, Bath foi remodelada e reerguida metros acima do solo depois dos acidentes de inundações, e mantém o charme da autêntica arquitetura georgiana, de estética arredondada. Aqui vão algumas dicas para curtir esse passeio.

Como chegar em Bath

Localizada a cerca de 185 km da capital, Bath é uma cidade pequena de 88 mil habitantes, na região sudeste da Inglaterra, no condado de Somerset. É possível chegar até lá de trem, carro, ônibus ou através de excursões. O jeito mais rápido é pelos trilhos, tomando um trem da estação Paddington até Bath Spa, que fica bem no centro da cidade. Há viagens regulares, que levam uma hora e meia até o destino.

As famosas águas termais de Bath

Por conta das descobertas de fontes termais associadas a curas, Bath é conhecida por suas águas termais. A atração principal da cidade é a “Roman Baths”. Lá você encontra itens e legados fascinantes deixados pelos romanos e pode conhecer a piscina de fontes geotérmicas quentes. Na “Roman Baths” o banho não é permitido porque depois de milênios de uso, as águas já não são mais apropriadas. Mas se você quiser experimentar um banho relaxante em águas termais, pode agendar sua sessão na piscina do spa Thermae Bath, localizada no topo de um prédio. Acesse aqui para mais informações.

Vida cultural em Bath

Já para quem ama a literatura, a cidade abriga o museu Jane Austen Centre, onde é possível encontrar memórias e objetos que pertenceram à famosa escritora inglesa, que morou e se inspirou em Bath para escrever seus romances. Anualmente, acontece um festival de literatura que inclui várias atrações artísticas para adultos, oficinas de literatura, leituras literárias e muita diversão para as crianças (o próximo  acontecerá em março de 2019). Se tem um motivo pelo qual me apaixonei por Bath foi por seu clima familiar, multicultural e artístico.E falando em arte, a cidade é pura inspiração. O passeio que eu mais gostei foi do tipo clássico “voyeur”. Caminhar pelas ruas de Bath é surpreendente porque em todo canto você encontra artistas compartilhando talento, música, pinturas, e todo tipo de manifestação artística e cultural.O melhor de toda a minha experiência foi que tive a sorte de presenciar o Carnaval da cidade. Diferente daqui, a festa por lá acontece com um super piquenique numa praça cheia de árvores e flores, barracas com artes e souvenires, chopes artesanais, entre outros comes e bebes.O clima era familiar, ensolarado e alegre. Estendi minha canga e aproveitei para conhecer mais do estilo musical regional e observar a felicidade das pessoas. Era gente se divertindo para todos os lados.O clima era familiar, ensolarado e alegre. Estendi minha canga e aproveitei para conhecer mais do estilo musical regional.

The Circus

Seguindo o passeio, sem me programar, uma construção gigante em formato semicircular me chamou atenção. Descobri então o “The Circus”. Prédios construídos entre 1754 e 1768 que são atualmente habitados por moradores e custam caro devido à importância histórica e ao estilo arquitetônico georgiano impecável, mas também tem hotéis para os turistas interessados em explorar mais das características do local.O arquiteto John Wood inspirou-se em duas obras para a construção do Circus, o Coliseu e as pedras de Stonehenge. No meio, uma enorme praça onde as pessoas sentam para relaxar, ler um livro, correr ou observar a obra prima. Me senti tão à vontade nessa praça que até cheguei a dar cambalhotas e estrelinhas…

Pulteney Bridge e Pulteney Weir

A “Pulteney Bridge” e a “Pulteney Weir” também são atrações indispensáveis da cidade. Foram construídas no estilo palladiano, no século XVIII, com o objetivo de conectar Bath com Bathwick. Elas atravessam o Rio Avon e abrigam várias lojinhas curiosas. Nesse dia, estava acontecendo uma festa inusitada num barco no meio do canal. A cidade estava lotada e repleta de eventos.A sensação que ficou é de ser uma cidade de espírito feliz, com pessoas animadas e sorridentes. Foi só tudo isso que encontrei por lá <3

Gostou? Então compartilhe com seus amigos:

Encontre todas as passagens baratas com o Voopter
Encontre todas as passagens baratas com o Voopter
Encontre todas as passagens baratas com o Voopter
Buscador
Compare preços de companhias aéreas, agências de viagens e sites de milhas em um só lugar.
buscar passagens
Quando Viajar?
Descubra quando é mais barato viajar de acordo com a sua origem ou destinos favoritos.
VER DATAS
Alertas de preços
Não achou o preço da passagem que você queria? Crie um alerta!
CRIAR ALERTA
Promoções e Dicas
Fique por dentro de todas as promoções e dicas sobre viagens e passagens aéreas
VER MAIS