Como arrumar a mala de viagem? Dicas para organizar a sua!

Há 70 dias

Quem gosta de viajar? E quem gosta de arrumar mala? A menos que você possa comprar tudo no local de destino, arrumar a mala é parte indissociável da viagem. Há quem viaje de avião, de carro, de bike, de ônibus, de trem, de navio, a pé como os peregrinos. Cada situação, pede um tipo diferente de bagagem, seja em formato, seja em conteúdo - suas roupas. Pensando nisso, listamos uma série de dicas de como arrumar a mala de viagem, olha só:


Qual o tipo de bagagem mais adequada?


Depende dos tipos de transporte, do clima do local de destino e do motivo de sua viagem. Mochilas são as minhas preferidas! Versáteis podem ser usadas em todos os tipos de transporte. E o melhor: deixam as mãos livres!! Algumas possuem extensores, ótimas para carregar mais coisas ou se quiser despachar na bagagem de porão do avião.



Mala ou mochila, prefira aquela confeccionada com material leve e resistente à água. Isso evita que suas roupas cheguem encharcadas no destino, ainda mais em casos de conexão. Peguei um temporal em Curitiba e a água passou pelo zíper da mala! Tive que estender as roupas pelo quarto do hotel para secar. Para malas, o ideal é que tenham 4 rodinhas para deslizar suavemente mesmo quando estão pesadas.

Atualmente com a restrição de peso nos voos, a mala de tamanho médio torna-se mais atraente, e é mais fácil de manusear. Se sua viagem inclui trajetos de trem evite as malas de grandes dimensões. Tornam-se um transtorno. É mais complicado para entrar e sair do vagão. Além de atrapalhar a circulação no interior, ao ocupar o corredor, quando não há espaço destinado para bagagem.

Uma dica é levar uma sacola maleável dobradinha na sua mala. Poderá ser usada se você fizer compras ou não tiver paciência de arrumar a mala na volta. Parece que a roupa suja fica mais volumosa, né?

Preciso trancar a bagagem?




Sim! É mais seguro. Tranque a bagagem de mão também. Como ficam no bagageiro, qualquer um pode se confundir e guardar ou pegar algo na sua por engano, especialmente, em voos longos. Atualmente, a maior parte das malas já conta com segredo. Se precisar usar um cadeado, para sua sacola extra, por exemplo, dê preferência ao do tipo tsa, para evitar que danifiquem a sua mala em caso de fiscalização. Para mochilas, há cadeados próprios com cabo extensível. Tá sem grana? Um lacre plástico resolve a questão. Você encontra em papelarias. Lembre-se de levar uns extras para trancar na volta. Se não tiver ou esquecer, peça um no balcão da companhia aérea.

Preciso identificar a bagagem?


É aconselhável. Pegar a mala de outra pessoa por engano é mais comum do que se imagina. Então vale a pena colocar seu nome e um e-mail de contato. Além disso, decorar a mala com fitas ou algo que a diferencie das demais facilita a identificação na esteira de bagagem no aeroporto. Ainda mais depois de horas de voo!

Bagagem de mão X Bagagem despachada


O tamanho e o peso da bagagem de mão vão variar conforme a companhia aérea e a classe do voo. Para viagens dentro do Brasil, o peso não pode ultrapassar 10 kg, segundo a ANAC.

No âmbito internacional (IATA), a bagagem de mão (ou de cabine) possui restrições (i) nas suas dimensões (altura até 25 cm, largura até 45 cm e comprimento até 56cm com as rodinhas); (ii) no seu peso (a partir de 5 kg); e, (iii) no seu conteúdo (não pode conter objetos cortantes e perfurantes, materiais inflamáveis e explosivos). A recomendação é consultar o site da companhia aérea. Nossa dica, leia as regras do seu bilhete também.



Ainda nos voos internacionais, o conteúdo líquido (gel, pasta, creme, aerossol e similares) deve ser conduzido em frascos com capacidade de até 100 ml e a soma destes não poderá ultrapassar 1 litro. Sugerimos guardá-los juntos em um saco plástico tipo ziploc para facilitar a verificação de segurança. Alguns aeroportos na Europa pedem para você tirá-lo da mala ao passar no raio-X, outros não. Na dúvida, tire. É mais rápido que esperar pela verificação individual da sua bagagem. Dica: se esqueceu o saco plástico, nos aeroportos europeus, você os encontra na fila para o raio-X.

Se estiver viajando com companhias aéreas low-cost, nas quais há gratuidade de 1 volume de bagagem de mão, isso não inclui a sua bolsa. Dica: Procure levar uma bolsa que caiba dentro da mochila ou da mala de mão, ao menos para passar pelo controle deles. Já passei por situações em que não deram a mínima e outras em que tive que socar tudo dentro da mochila.

A bagagem despachada vai no porão do avião. A tendência no Brasil passou a ser a cobrança por mala despachada como já se faz no exterior. Da mesma maneira que a bagagem de mão, a despachada também possui limites que variam conforme a companhia aérea, a tarifa do bilhete ou seja o preço pago pela passagem ou o status do programa de fidelidade.

2 dicas importantes:


1) ler as regras antes de comprar a passagem.  

2) se precisar despachar malas, compre antes (junto com a passagem) porque é mais barato do que pagar no balcão, no momento do embarque.

Lembre-se que algumas companhias aéreas cobram pela bagagem despachada e concedem gratuidade somente para bagagem de mão (um único volume por passageiro).

Em resumo, o ideal é consultar as regras da companhia aérea antes da compra e do embarque para evitar surpresas desagradáveis.


O que levar na mala?


Primeiro passo é escolher as roupas e sapatos conforme o destino e a duração da viagem. Para ter uma idéia da temperatura os aplicativos ou websites como o Clima Tempo ou Accuweather dão uma ajuda.

Leve o essencial. Dê preferência a roupas que não amassam tanto, principalmente se for uma viagem a trabalho. Meias podem ser arrumadas dentro dos sapatos, quando for o caso de levar um par extra. Embale o par de sapatos separadamente para ganhar mais espaço na mala.

Peças pequenas podem ser lavadas no banheiro. Se a viagem for longa, selecione roupas que possam ser lavadas juntas de uma só vez e planeje uma parada em uma lavanderia que ofereça auto-serviço. Dica: Ao reservar sua acomodação, use o Google maps para verificar o entorno e buscar supermercados e lavanderias, uma boa forma de economizar e não carregar tanto peso. Se você mora sozinho e vai voltar das férias direto para o trabalho, pode chegar com as roupas limpas!!

Passaporte e documentos devem ir na bagagem de mão, eletrônicos também. Se faz uso de medicamentos, leve-os na bagagem de mão. Caso sejam líquidos, se informe antes como proceder para que não sejam barrados na segurança.

Em viagens longas, se você gosta de ler, separe o livro ou tablet. Dica: procure um livro mais leve, em tamanho pequeno, com folhas finas (tipo paperback). Outra dica: leve um lanche, você pode não gostar da comida ou mesmo sentir fome durante o voo. Sanduíche, bolo, biscoito, frutas passam sem problema na bagagem. A fruta deve ser consumida durante o voo (até o desembarque) para evitar problemas com as autoridades do país de destino.

Dinheiro e cartões podem ser levados em bolsas tipo porta dólar ou na sua bagagem de mão. Nada de despachar dinheiro na mala!

Uma coisa é certa: quanto mais a gente viaja, menos coisas são necessárias e mais fácil fica fazer a mala!

E você, o que você não deixa de levar na sua bagagem? 

Esta oferta/dica foi escrita por Julia Medina

Jornalista curiosa e apaixonada por conhecer novos lugares e planejar roteiros – para nem sempre segui-los. Espera ainda explorar muitos cantos do mundo e poder compartilhar suas dicas e experiências.

Encontre as passagens mais baratas com o Voopter

Buscador

Compare as tarifas de companhias aéreas, de agências e sites de milhas

Buscar Passagens

Quando viajar?

Quando viajar pagando barato partindo do Rio de Janeiro?

Planejar viagem

Alertas

Não achou o preço da passagem que você queria? Crie um alerta!

Criar um alerta

Promoções e Dicas

Seja o primeiro a receber promoções e dicas de viagem.

Cadastre-se

Voopter Mobile

Baixe o nosso app, encontre passagens baratas e seja notificado com as melhores promoções