O percentual de bagagem extraviada no mundo caiu. E se você viaja com frequência, já deve ter (tomara) reparado! Segundo o estudo da Sita Baggage Report 2017, houve uma queda de pouco mais de 12%. Um dos motivos principais para esta queda é o alto investimento que tem sido feito pelas companhias aéreas. E a última a entrar para esse "hall" é a American Airlines, que lançou um aplicativo que rastreia a bagagem despachada. Com a nova tecnologia, o passageiro consegue saber em tempo real onde sua bagagem está.

A novidade foi lançada recentemente pela American Airlines, mas não chega a ser uma novidade. A Delta Air Lines foi a pioneira e fez seu índice de bagagem extraviada cair mais da metade.

Na prática, ao despachar sua bagagem, ela recebe um pequeno chip na etiqueta com um número que pode ser rastreado pelo aplicativo do celular. Dessa forma você consegue acompanhar em tempo real onde está sua bagagem. E se ela for extraviada, fica fácil saber onde está.

Além das duas norte-americanas, a Qatar Airways é outra que investiu pesado na tecnologia do GPS. Por enquanto está disponível apenas para quem despacha no Aeroporto Internacional de Doha.

Rastreamento na própria mala


Além das companhias aéreas, as fabricantes de malas também têm seu próprio rastreamento. A Blue Smart lançou uma mala que já vem com rastreador dentro. A Super Smart Tag tem, como seu nome diz, etiqueta inteligente com rastreador. A Trakdot vem com sinal de GSM, mas precisa de pilhas. Já a Indie Gogo criou uma bagagem que pode ser rastreada através do bluetooth. O sistema não é eficaz para bagagem despachada, mas funciona bem para malas de mão.