Em 2016, a China recebeu 138 milhões de visitantes internacionais (no mesmo ano o Brasil recebeu pouco menos do que 7 milhões). E quer mais. Para facilitar a chegada de novos visitantes, o país tem flexibilizado a entrada de turistas. A partir de hoje (28/12) as cidade de Pequim, Tianjin e a província de Hebei permitirão a visitantes de 53 países entrar nessa região sem a necessidade de visto para períodos menores do que 144 horas (seis dias).

Brasileiros não precisam de vistos


Entre os 53 países que fazem parte da lista estão o Brasil; Estados Unidos; Reino Unido; além de países da Europa, como França e Espanha; entre outros. Com a medida, a China quer aumentar o número de visitas ao país.

Entrar sem visto na China não chega a ser uma novidade. Algumas das principais cidades, como Xangai e Pequim já permitiam a entrada de visitantes sem visto para estadias de até 72 horas (três dias). A nova medida é ideal para turistas a negócios e para aqueles que precisam parar na China para fazer uma escala de aeronave - agora podem sair e ficar até seis dias explorando Pequim, Tianjin ou Hebei.

Curtiu a dica? E que tal garantir sua viagem para China? Confira abaixo os preços encontrados nas últimas horas para viagens para China. Se preferir, acesse o Voopter e faça sua pesquisa.

[advanced_iframe securitykey="cd16ab14c6fccf40a0ad5795eabcb24469bc3f99"  src="http://voopter.com.br/ofertas-blog/para-china/CN?type_link=search"]